Tratamento personalizado, Agende sua consulta. TEL: 011.5084-6339 Whatsapp: 11 94149 7550
Alameda dos Maracatins 780 conj 2501 Moema São Paulo, SP   

Dor de Cabeça

Veja aqui a diferença entre dor de cabeça, cefaleia, enxaqueca e enxaqueca crônica.

Enxaqueca

A dor de cabeça na enxaqueca tem algumas características típicas como intensidade de moderada a forte, dor tipo latejante ou pulsátil, que piora com movimentos ou pequenos esforços, e é frequentemente acompanhada de aversão à luz, barulho, cheiros, tonturas, náuseas e, às vezes, vômitos. Crises de enxaqueca podem durar de algumas horas a vários dias. Algumas pessoas apresentam, antes ou no decorrer da crise, sintomas visuais como luzes brilhantes ou embaçamento e perda visual, e/ou também formigamentos ou dormências no corpo, o que chamamos de aura de enxaqueca. Você sabia que existem pessoas que tem auras de enxaqueca e nunca apresentaram dor de cabeça? Que esses outros sintomas podem acontecer isoladamente e que muitas pessoas os tem em menor grau no dia a dia, mesmo fora da crise de dor? Auras mais raras também podem acontecer como distúrbios de fala, confusão mental, sintomas auditivos. As auras de enxaqueca geralmente duram de minutos à uma hora, e são completamente reversíveis.

Esses sintomas são todos gerados no cérebro, em áreas diferentes dele, que são mais sensíveis em quem tem enxaqueca. Essa maior vulnerabilidade do cérebro, principalmente se expostos aos já conhecidos provocadores ou gatilhos, ocorre devido a disfunções em vários neurotransmissores como a serotonina, dopamina, noradrenalina e glutamato. Essas substancias tem um funcionamento diferente em quem tem enxaqueca.

Enfim, hoje já sabemos que a enxaqueca é uma doença de todo o cérebro, onde tendência genética e o ambiente (gatilhos) interagem o tempo todo. E por isso, no Headache Center Brasil o tratamento da enxaqueca inclui terapias medicamentosas e não medicamentosas, uma abordagem integrada e multidisciplinar

Conheça nosso tratamento integrado

Enxaqueca Crônica

Se você tem sentido mais que 15 dias de dor de cabeça por mês, com crises típicas de enxaqueca em pelo menos oito desses dias, nos últimos três meses, você pode ter uma enxaqueca crônica. Mas por que uma enxaqueca pode se tornar crônica?

Dificilmente alguém começa seu quadro de enxaqueca com dor diariamente. Até porque a enxaqueca se inicia entre a infância e a juventude, e começa com crises mais esporádicas. Muitas vezes as pessoas acreditam que essas crises são normais e se automedicam. Para muitos, as crises sempre serão espaçadas, mas para outros elas tendem a aumentar de frequência. Principalmente em situações de exposição a mais estresse, rotinas muito pesadas e sono insuficiente. Para as mulheres, em razão de mudanças hormonais, como gestações e menopausa, as enxaquecas crônicas são mais frequentes. A enxaqueca crônica é extremamente debilitante, comprometendo a vida pessoal, profissional, familiar e social dos pacientes. O tratamento integrado e multidisciplinar oferecido pelo Headache Center Brasil tem como objetivo atenuar seus sintomas, diminuir os dias de dor de cabeça e lhe proporcionar um maior controle da sua enxaqueca crônica.

Conheça nosso tratamento integrado

Dor de cabeça por uso excessivo de analgésicos

Muitas pessoas com dor de cabeça costumam tomar analgésicos com frequência, aumentar as doses, depois ir trocando os tipos, pedir dicas de tratamentos para amigos, parentes e balconistas de farmácia, e a lista de analgésicos que já não resolvem mais é grande. Você se encontra nessa situação? Você vem utilizando mais que três doses de analgésicos por semana nos últimos meses? Você pode apresentar a chamada dor de cabeça por uso excessivo de analgésicos.

O uso excessivo de medicações analgésicas é hoje a principal causa de cronificação da enxaqueca. Analgésicos são medicações necessárias e excelentes para o tratamento das crises de dor de cabeça aguda. O problema é a forma indiscriminada com que se usa, sem um diagnóstico e orientação médica adequada. E isso acontece por vários fatores. Dificuldade em encontrar um especialista para seu diagnóstico e tratamento corretos, banalização da dor, desconhecimento de que existe tratamento para enxaqueca e a crença na automedicação. O organismo vai se acostumando ao uso contínuo de analgésicos e perde, cada vez mais, seus próprios mecanismos de regular a dor. E sem o analgésico a dor vem mais forte, e mais analgésico precisa ser utilizado. Chamamos essa dor de cabeça de dor rebote. É um ciclo vicioso e perigoso, muitos pacientes tem que ser “desintoxicados”, ou seja, todos os medicamentos utilizados são suspensos, para que o tratamento que vai prevenir a dor de cabeça crônica funcione.

Você vai precisar de ajuda profissional para quebrar este ciclo. A equipe de especialistas do Headache Center Brasil tem experiência, conhecimento especializado e os recursos necessários para o tratamento de pacientes com esta condição.

Enxaqueca relacionada ao ciclo menstrual

Enxaqueca associada ao ciclo menstrual pode estar presente na mulher de duas formas. Se a sua enxaqueca ocorre apenas durante o seu ciclo menstrual, você tem enxaqueca menstrual pura, mas se elas ocorrem durante o ciclo menstrual, bem como em outros momentos, você provavelmente está sofrendo de enxaqueca relacionada ao ciclo menstrual. No Headache Center Brasil você passará por uma avaliação completa, incluindo perguntas sobre seu ciclo hormonal e uso de anticoncepcionais. Se você suspeita que sua enxaqueca esteja relacionada ao ciclo menstrual, traga na sua consulta inicial um diário da dor de cabeça, que mostrará se os seus dias de dor de cabeça estão acontecendo nos dias da sua menstruação. Você receberá diagnóstico e tratamento especifico para esse tipo de enxaqueca.

Enxaqueca vestibular

Enxaqueca vestibular é a associação de enxaqueca e tonturas em uma mesma pessoa. Ela pode acontecer em qualquer idade, desde crianças até idosos. Em adultos com menos de 55 anos de idade ela é a principal causa de tonturas crônicas. Pessoas com enxaqueca podem apresentar tontura em crises, que duram de minutos até dias, ou de forma crônica, diária, por longos períodos. Podem ter vários tipos de tonturas, desde as chamadas vertigens, onde temos a sensação de que tudo roda ao nosso redor, ou do tipo desequilíbrio, se sentir flutuando, balançando, com sensação de cabeça vazia, como se estive bêbado ou viajando em um barco. Essas tonturas podem vir juntas á uma crise de dor de cabeça, que pode ser típica da enxaqueca, de forte intensidade, ou mais leve. Contudo, pelo menos 30% das pessoas podem ter suas crises de enxaqueca e de tontura acontecendo sempre separadas. E aí o diagnóstico pode ser ainda mais complicado.

A tontura na enxaqueca vestibular não é causada por nenhuma doença do labirinto. Exames que avaliam audição e a função do labirinto nessas pessoas, em geral, são normais. A tontura vem do cérebro. Pessoas com enxaqueca tem um cérebro mais sensível aos estímulos do ambiente como luzes, barulho, cheiros, mudanças climáticas e também ao movimento. Por isso costumam perceber e entender essas informações de forma mais intensa, principalmente no pico de uma crise de dor de cabeça, mas também fora dela. Essa sensibilidade aos movimentos geram as tonturas.

Pessoas com enxaqueca vestibular em geral são muito sensíveis a movimentos como andar de carro, ônibus, barco, ver cenas rápidas em televisão, computadores ou mesmo objetos em movimento. São mais sensíveis também aos movimentos do próprio corpo como mudar de posição, pular, caminhar em esteiras ou mesmo virar a cabeça. Esses são os desencadeantes mais comuns de tonturas e também de dor de cabeça nessas pessoas. Mas tonturas na enxaqueca vestibular também podem ser provocadas por estresse, jejum prolongado, dormir pouco, menstruação, exercício físico, cheiros fortes, luzes em excesso, barulho e alimentos.

Se você tem tonturas recorrentes, dor de cabeça e sensibilidade ao movimento, que não melhoram com tratamentos convencionais para labirintites, ou doenças do labirinto, você pode ter enxaqueca vestibular. A enxaqueca é a principal causa de tonturas em crianças e adultos jovens. A tontura é um sintoma importante da enxaqueca para muitas pessoas e tem tratamento.
A nossa neurologista especialista, Dra. Thaís Villa, passou um ano na Universidade da California, em Los Angeles, nos Estados Unidos, pesquisando especificamente a enxaqueca vestibular. Hoje é a neurologista referência no assunto. Se você apresenta dor de cabeça e tontura você encontrará no Headache Center Brasil um tratamento especializado para esse tipo de enxaqueca.

Enxaqueca em crianças e adolescentes

Enxaqueca não é uma doença exclusiva de adultos. Na verdade ela é a causa mais comum de dor de cabeça em crianças e adolescentes, e pode ser frequente e incapacitante também nessa faixa etária. Dra. Thais Villa é também neuropediatra, pesquisadora e com ampla experiência em dor de cabeça na infância e adolescência. O Headache Center Brasil oferece aos nossos pacientes pediátricos e adolescentes tratamento multidisciplinar e individualizado, baseado nas terapias mais seguras e eficazes para os nossos jovens pacientes.

Dor de cabeça do tipo tensional

A dor de cabeça do tipo tensional é a mais frequente na população. Acontece com intensidade leve à moderada, geralmente em pressão ou aperto, em toda a cabeça, com duração de uma hora até vários dias. Desencadeada principalmente por cansaço e estresse emocional, pode se tornar muito frequente e necessitar avaliação especializada. Ter dor de cabeça é comum, mas não é normal. Procure nosso time de especialistas para uma avaliação detalhada do seu quadro.

Cefaleia em salvas

A cefaleia em salvas é um tipo de dor de cabeça menos comum, mas muito intensa e incapacitante. Ela ocorre principalmente em homens e a idade média de início é de 20 – 40 anos.

Os pacientes experimentam sintomas diferentes de uma enxaqueca, com dor aguda e muito intensa em torno do olho ou têmpora, sempre do mesmo lado, com duração de até três horas. Os ataques de dor de cabeça ocorrem em ciclos (salvas) – de uma vez a cada dois dias até oito vezes por dia. Enquanto os períodos de salvas ou ataques são geralmente separados por períodos de remissão que duram por meses ou anos, cerca de 10% – 15% dos pacientes apresentam sintomas crônicos sem remissão.

Você está experimentando sintomas de cefaleia em salvas?
Gostaria de um diagnóstico definitivo e um plano de tratamento eficaz?

No Headache Center Brasil você vai encontrar especialistas em cefaleia em salvas para o tratamento agudo e preventivo, medicamentoso e intervencionista, integrado e multidisciplinar.

Comece agora a jornada para ter menos dor de cabeça. Viva de maneira plena novamente!

QUER AGENDAR UMA CONSULTA?
Deixe seu nome, e-mail e número de celular que entraremos em contato.